domingo, 5 de maio de 2019

RESOLUÇÃO QUESTÃO 31 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2



RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 30 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2

RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 29 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2


RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 28 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2

RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 27 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2


RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 26 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2


RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 25 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2


RESOLUÇÃO

RESOLUÇÃO QUESTÃO 24 - EXAME DE SUFICIÊNCIA 2016.2



RESOLUÇÃO

terça-feira, 19 de junho de 2018

RECURSOS QUESTÕES DO EXAME DE SUFICIÊNCIA 2018.1



QUESTÃO PROVA TIPO 01- BRANCA

RECURSO:
A NBC TG  Ajuste a Valor Presente traz o seguinte:
Na pergunta 5.
5. Transação de venda com vencimentos em 30, 60 ou 90 dias – prazos normalmente aplicados pela entidade – deve ser contabilizada considerando o AVP, conforme anteriormente descrito? Resposta - Considerando a busca da convergência com as normas internacionais, é importante observar o que estabelece o IAS 18, que trata do registro de receitas:
9. A receita deve ser mensurada pelo valor justo do montante recebido ou a receber.
10. O montante da receita proveniente de uma transação é usualmente determinado por acordo entre a entidade e o comprador ou o usuário do ativo. É mensurada pelo valor justo do montante recebido ou a receber, levando em consideração a quantia de quaisquer descontos comerciais ou abatimentos concedidos pela entidade.
Pelo destacado, o AVP é aplicável para operações que possam ser consideradas como atividades de financiamento e não para operações que são liquidadas em curto espaço de tempo, cujo efeito não seja material. Em geral, quando aplicável, o AVP será calculado com a taxa de juros que possa estar embutida nas operações. Um exemplo, mas não limitado a, de evidência da existência ou não de juros é a concessão de descontos financeiros (descontos dados depois das vendas) para pagamento antes do prazo de vencimento estipulado, ou a existência de tabela de preços distinta para pagamentos à vista.
O desconto aqui mencionado está relacionado ao aspecto financeiro da transação e não ao desconto comercial eventual concedido. O desconto condicionado a aspectos comerciais deve ser registrado como redutor da venda. Então entendo que não há a obrigatorieda do AVP.
 Além disso a redação da questão induz ao erro, quando diz que foi recebido 60% à vista, o correto seria falar antes do valor dos juros e posteriormente dizer que foi recebido o valor total da transação de 60% e não da venda, pois o valor da é de R$ 2.250,00, assim seria o recebimento de R$ 1.350,00


QUESTÃO - PROVA TIPO 01- BRANCA

RECURSO:
A questão tem um erro, quando ela se refere a passivo, esquece de mencionar que é passívo exígivel, pois o passivo é representado pelas passivo circulante e não circulante e mais o patrimônio líquido. Nesse caso o passivo total seria de R$ 3.200,00 e o patrimônio líquido R$ 2.800,00. Então, não tem resposta correta.
Diante disso solicito a anulação
QUESTÃO - PROVA TIPO 01- BRANCA

RECURSO:
A questão pede uma informação que está no CPC 02 que têm relação com a NBC TG 02 Efeitos das Mudanças nas Taxas de Câmbio e Conversão de Demonstrações Contábeis., a questão não traz a definição do CPC, porém no sítio na internet do Conselho Federal de Contabilidade consta a seguinte informação:
O CPC emite pronunciamentos técnicos, orientações e interpretações. A partir destes trabalhos, os órgãos reguladores têm emitido suas normas próprias, permitindo assim a uniformização do processo de produção de normas.
O CFC é um desses órgãos reguladores, portanto, as normas técnicas emitidas pelo CFC têm os pronunciamentos do CPC como sua base.   Entretanto, os pronunciamentos técnicos não têm força de norma, enquanto que aquelas emanadas de órgãos reguladores, entre eles o CFC, tem força de normas.
Essa resposta consta no sítio na internet do Conselho Federal de Contabilidade, no link: http://cfc.org.br/tecnica/perguntas-frequentes/cpc/
Diante disso, solicito a anulação dessa questão.

 QUESTÃO  - PROVA TIPO 01 - BRANCA



RECURSO.
A questão apresenta os valores de aquisição e instalação do imobilizado em 2014, apresenta a vida útil e o tempo de utilização do ativo. Também os valores para teste de recuperabilidade em 2016 e ao final pede o valor contábil do bem em 2017.
Porém não apresenta valores para testes de recuperabilidade em 2017, pois segundo a NBC TG 01 (R4) no item 10, letra “a” diz que a entidade deve realizar o teste anualmente, conforme segue:
NBC TG 01 (R4) – REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL DE ATIVOS
[...]
10. Independentemente de existir, ou não, qualquer indicação de redução ao valor recuperável, a entidade deve:
(a)    testar, no mínimo anualmente, a redução ao valor recuperável de um ativo intangível com vida útil indefinida ou de um ativo intangível ainda não disponível para uso, comparando o seu valor contábil com seu valor recuperável. Esse teste de redução ao valor recuperável pode ser executado a qualquer momento no período de um ano, desde que seja executado, todo ano, no mesmo período. Ativos intangíveis diferentes podem ter o valor recuperável testado em períodos diferentes. Entretanto, se tais ativos intangíveis foram inicialmente reconhecidos durante o ano corrente, devem ter a redução ao valor recuperável testada antes do fim do ano corrente;
[...]

Diante disso, não tem como afirmar o valor contábil do ativo em 2017, sem realizar o teste de recuperabilidade e nem a questão evidencia se houve indícios ou não para realizar o teste.

Solicito a anulação da questão.




QUESTÃO  PROVA TIPO 01 - BRANCA

O resultado apurado nos custos unitário dos produtos A, B e C não são exatos, todos tem números decimais que interferem diretamente no resultado e portanto não há alternativa correta.

Segue o resultado apurado:
PRODUTOS        MAT. PRIMA      CIP         TOTAL   CUSTO UNITÁRIO
A             R$ 200,00            R$ 120,00            R$ 320,00            R$ 26,67
B             R$ 400,00            R$ 300,00            R$ 700,00            R$ 23,33
B             R$ 600,00            R$ 540,00            R$ 1.140,00        R$ 21,11
TOTAL   R$ 1.200,00         R$ 960,00            R$ 2.160,00        -

Conforme os autores Martins (2001) define Custo – “Representam os gastos relativos a bens ou serviços utilizados na produção de outros bens ou serviços.” e de acordo com Neto (2008), a contabilidade de custos é imprescindível para a determinação de lucro da organização, no controle de suas operações, pois se tem a necessidade de saber o que de fato se está fazendo e na tomada de decisões, para que a partir de então, as ações de produção e prestação de serviços sejam realizadas. Os autores citados anteriormente revela a importância do custo, é imperioso que o valor seja o real apurado, pois os centavos (decimais) que faltaram no item de resposta pode definir toda uma tomada de decisão errônea na gestão de custo dentro de uma empresa, e podendo ser com resultados catastróficos. Desejo votos da análise deste recurso e solicito a anulação da questão.
Referências:
MARTINS, Elizeu. Contabilidade de Custos. 8°Ed. São Paulo, 2001.
NETO, Oscar Guimarães. Análise de Custos. Curitiba. IESDE Brasil S.A., 2008

RECURSOS ELABORADOS PELA EQUIPE DO CQC

Professor Quirino e Tiago Pedro